Sejam Vem Vindos!


Nossa loja virtual
www.multfantasias.com.br

email: multkoisas@multkoisas.com.br

Fone(11) 2427-0548 / Watzap (11) 99563-0378


sexta-feira, 21 de agosto de 2015

Profissões





Uma das maiores preocupações de um pai é assegurar que no futuro, quando já não mais existir, o filho possa dar conta de se sustentar sozinho. Certo de sua experiência e por ter passado por vários tropeços pela vida, acaba aconselhando-o quanto à escolha profissional, fazendo-lhe sugestões.
Dentre as carreiras existentes, a mais proposta é a medicina. Associada ao sucesso, boa remuneração e status, também é uma das principais opções dos estudantes.
As recomendações não param por aí. Como forma de garantir a continuidade dos negócios da família e o futuro dos filhos, alguns fazem campanha para que eles sigam seus passos. Outros, profissionais medianos ou insatisfeitos com o que fazem, desencorajam qualquer tentativa de continuidade de seu ramo.

A falta de escolha costuma ser também um conselho dado. Alguns pais enxergam somente uma única possibilidade. Frequentemente são pessoas que tentam resgatar seus sonhos através dos filhos. Entre esses, muitos ainda exigem que o curso seja feito em determinada universidade, geralmente as mais concorridas.

Com certeza há inúmeras motivações e justificativas para as sugestões dos pais. Cada um, a seu modo, tenta ajudar da melhor maneira possível. Porém, essa é uma escolha pessoal, intransferível e difícil: o que menos o filho precisa na época de escolher uma profissão é sentir que os pais criaram uma expectativa sobre ele. O momento é bastante angustiante.
Eles sabem da necessidade de se decidirem sobre qual carreira seguir: querem se sustentar, mas através de algo que gostem. E desejam orgulhar seus pais, o que é possível mesmo que não sejam médicos.

Escolher uma profissão é optar por um caminho a seguir, que não se limita apenas às horas de trabalho (o que costuma ultrapassar um terço do nosso tempo diário), e também eleger um modo de vida. Isso ninguém pode fazer pelo outro.
O que não quer dizer que os pais não possam ajudar os filhos nesse processo. Eles são de muita ajuda, principalmente quando sinalizam que estão do lado deles, compreendendo o quanto este período é angustiante.

Podem, inclusive, apoiá-los em questões práticas. Como, por exemplo, ouvirem o que eles têm a dizer, de preferência sem sugerir uma carreira. Outra forma de colaborarem é estimulá-los e auxiliá-los a procurar informações das diversas profissões. Podem conhecer diversas faculdades, oferecer material informativo (às vezes precisam do dinheiro para comprar uma publicação, embora exista bastante informação na internet) ou até ajudar a encontrar  profissionais das carreiras desejadas para que possam conhecer mais de perto o dia a dia delas. Quem sabe, propiciar um trabalho de orientação profissional.


Há várias maneiras dos pais assistirem seus filhos nessa jornada. O mais importante é garantir o amor e a confiança de que podem contar com eles. E que, no final, vão sim se orgulhar deles. Afinal viver é um teste de múltipla escolha, sem a opção “nenhuma das anteriores”.

Fonte:G1

Fantasia Médico
Fantasia Barbie Quero ser Cozinheira



Fantasia Policial SWAT
Fantasia Policial Tropa Pop

Fantasia Soldado Forças Especiais
Fantasia Bombeiro


segunda-feira, 17 de agosto de 2015

Carrosel, agora nas telonas!

A novela "Carrossel", do SBT, começou em 2012, mas até ainda bomba nas telinhas! O sucesso é tão grande que a Paris Filmes divulgou um trailer incrível do longa derivado da TV, que tem data de estreia marcada para o dia 20 de agosto de 2015.
O trailer conta com Larissa Manoela (Maria Joaquina), Jean Paulo Campos (Cirilo Rivera), Maisa Silva (Valéria Ferreira) e outros atores que fazem parte da novelinha. Sempre unidos, os amigos da Escola Mundial se divertem ao máximo sempre que podem, como é possível ver no vídeo. O músico Paulo Miklos (Gonzales), da banda Titãs, e o apresentador Oscar Filho (Gonzalito) fazem uma participação especial como vilões da trama. Será que a novela "Chiquititas", que teve até participação especial da apresentadora Eliana, também do SBT, vai ganhar um filme também?!
A trama
A turma de "Carrossel" está de férias da escola. E para aproveitar os dias a galera vai para o sítio Panapaná do avô de Alicia (Fernanda Concon). O Senhor Campos quer que as crianças se divirtam e faz de tudo para ajudar! Todos aproveitam da melhor forma. Até que Gonzales e seu comparsa Gonzalito resolvem fazer de tudo para comprar o terreno e tranformá-lo em uma fábrica poluidora. Com isso o a turminha une suas forças para vetar os planos desses dois!
video


Fantasia Novela Carrossel


Fantasia Novela Carrossel - Cinza


sexta-feira, 14 de agosto de 2015

Tarzan é irmão da Rainha Elsa e da Princesa Anna de 'Frozen'

Diz o diretor Chris Buck, co-diretor do filme 'Frozen', e explica a teoria que aponta parentesco entre eles

Foto: divulgação
Tarzan é o irmão mais novo da Rainha Elsa e da Princesa Anna. Você pode estranhar na primeira vez que ler isto, mas depois de ler a explicação de Chris Buck, co-diretor de Frozen, da Disney, o parentesco entre os personagens vai começar a fazer sentido.

No ano passado, Buck sugeriu no Reddit AMA que os pais de Elsa e Anna não morreram no naufrágio do navio, como conta a história de Frozen. A mãe delas estava grávida, eles acabaram ficando em uma floresta, onde nasceu um menino. Lá, eles construíram uma casa na árvore e depois morreram ao serem comidos por um leopardo. Quem assistiu ao filme Tarzan entendeu logo a ligação que Buck tentou fazer.

Em entrevista à MTV neste final de semana, Buck confirmou: Tarzan seria o irmão mais novo de Elsa e Anna - pelo menos para ele. "Quando você está criando um filme animado, você tem muito tempo para para pensar sobre as coisas porque leva quatro anos para fazer um. Eu acho que eu e Jennifer Lee (co-diretora) estávamos indo para uma reunião e eu comecei a contar para ela a história toda. Eu disse: 'Claro que os pais de Anna e Elsa não morreram. Sim, eles sofreram um naufrágio, mas eles estavam no mar um pouco mais do que nós esperávamos porque a mãe delas estava grávida e ela deu à luz no barco, a um menino. O naufrágio aconteceu e de algum jeito eles foram levados para bem longe do mar da Escandinávia, e acabaram em uma selva. Eles construíram uma casa na árvore e um leopardo matou eles, então o filho deles foi criado por um gorila", explicou.

Buck disse que essa, obviamente, não é uma versão oficial da história. "Mas na minha cabeça, Anna e Elsa são irmãs de Tarzan", afirmou ele. "Este é meu mundo divertido. No que as pessoas quiserem acreditar, elas acreditam", disse.

fonte: Caras digital




http://www.multkoisas.com.br/ecommerce_site/produto_40679_6726_Fantasia-Frozen-Elsa-Fever-Classica
Fantasia Frozen Elsa Fever Clássica


http://www.multkoisas.com.br/ecommerce_site/produto_36839_6726_Fantasia-Frozen-Ana-Luxo
Fantasia Frozen Ana Luxo


http://www.multkoisas.com.br/ecommerce_site/produto_36417_6726_Fantasia-Rainha-do-Gelo-Pop
Fantasia em PROMOÇÃO: Rainha do Gelo Pop



http://www.multkoisas.com.br/ecommerce_site/categoria_4061-9755_6726_Fantasias-Infantil-Frozen


 

terça-feira, 4 de agosto de 2015

Nova animação de "O Pequeno Príncipe"

Foto divulgação
 

“O essencial é invisível aos olhos”

A frase mais célebre do livro "O Pequeno Príncipe" é usada até hoje para ressaltar a importância dos sentimentos e do caráter no dia a dia e, como não poderia deixar de ser, tem importância crucial na animação O Pequeno Príncipe. Afinal de contas, a proposta maior deste novo trabalho do diretor Mark Osborne (Kung Fu Panda) não é propriamente reproduzir o livro escrito por Saint-Exupéry, mas sim captar sua essência.

Pela primeira vez, o conto chega aos cinemas como uma animação.
Depois de muito refletir, o diretor americano acabou por encontrar a solução para adaptar ao cinema este ícone da literatura, um dos livros mais traduzidos no mundo, sem trair a obra.

Ele inventa uma história ao redor do conto e decide que o aviador sobrevive para contar sua história.
Já senhor de idade, ele passa seu tempo a observar as estrelas com seu telescópio. Uma noite, ele percebe sua pequena vizinha estudar em seu quarto e a envia um avião de papel no qual escreve as primeiras linhas de uma história.
Foto divulgação


Curiosa e estudiosa, a menina se esforça para responder às expectativas de sua mãe, mas está inquieta com a ideia de crescer.
Uma comovente amizade nasce entre ela e o aviador que, a cada dia, conta um novo episódio da vida do Pequeno Príncipe, este jovem menino loiro de echarpe ao vento que ele encontrou há muito tempo no deserto quando seu avião quebrou.

Foto divulgação

A cada página, o olhar da menina sobre a vida muda. E também ao longo dos encontros que o Pequeno Príncipe teve durante sua vida, como a Raposa e a Rosa.

Foto divulgação

O filme nos mostra uma profunda mudança de valores, que ensina como nos equivocamos na avaliação das coisas e das pessoas que nos rodeiam e como esses julgamentos nos levam a solidão. Nós nos entregamos a nossas preocupações diárias e esquecemos a criança que fomos. Através desta obra o telespectador recupera a meninice, abrindo uma brecha no tempo. Voltamos a sentir o perfume de uma estrela e a ouvir a voz de uma flor... Assim como despertará o interesse das crianças pelo livro original.



O filme estreará no Brasil no dia 20 de agosto, este é imperdível!!!


video





Que tal ir assistir a caráter??

Fantasia Príncipe Bebê Luxo



É uma obra que nos mostra uma profunda mudança de valores, que ensina como nos equivocamos na avaliação das coisas e das pessoas que nos rodeiam e como esses julgamentos nos levam a solidão. Nós nos entregamos a nossas preocupações diárias e esquecemos a criança que fomos. Pelas mãos desse menino o leitor recupera a meninice, abrindo uma brecha no tempo. Voltamos a sentir o perfume de uma estrela e a ouvir a voz de uma flor... Com ele reconquistamos a tranquilidade e a liberdade, deixando alojar se pela beleza, apossar-se a pouco da sabedoria e do discernimento do que seja essencial.
Fonte: https://psicologado.com/resenhas/analise-critica-do-livro-o-pequeno-principe © Psicologado.com
 
É uma obra que nos mostra uma profunda mudança de valores, que ensina como nos equivocamos na avaliação das coisas e das pessoas que nos rodeiam e como esses julgamentos nos levam a solidão. Nós nos entregamos a nossas preocupações diárias e esquecemos a criança que fomos. Pelas mãos desse menino o leitor recupera a meninice, abrindo uma brecha no tempo. Voltamos a sentir o perfume de uma estrela e a ouvir a voz de uma flor... Com ele reconquistamos a tranquilidade e a liberdade, deixando alojar se pela beleza, apossar-se a pouco da sabedoria e do discernimento do que seja essencial

É uma obra que nos mostra uma profunda mudança de valores, que ensina como nos equivocamos na avaliação das coisas e das pessoas que nos rodeiam e como esses julgamentos nos levam a solidão. Nós nos entregamos a nossas preocupações diárias e esquecemos a criança que fomos. Pelas mãos desse menino o leitor recupera a meninice, abrindo uma brecha no tempo. Voltamos a sentir o perfume de uma estrela e a ouvir a voz de uma flor... Com ele reconquistamos a tranquilidade e a liberdade, deixando alojar se pela beleza, apossar-se a pouco da sabedoria e do discernimento do que seja essencial.
Fonte: https://psicologado.com/resenhas/analise-critica-do-livro-o-pequeno-principe © Psicologado.com
É uma obra que nos mostra uma profunda mudança de valores, que ensina como nos equivocamos na avaliação das coisas e das pessoas que nos rodeiam e como esses julgamentos nos levam a solidão. Nós nos entregamos a nossas preocupações diárias e esquecemos a criança que fomos. Pelas mãos desse menino o leitor recupera a meninice, abrindo uma brecha no tempo. Voltamos a sentir o perfume de uma estrela e a ouvir a voz de uma flor... Com ele reconquistamos a tranquilidade e a liberdade, deixando alojar se pela beleza, apossar-se a pouco da sabedoria e do discernimento do que seja essencial.
Fonte: https://psicologado.com/resenhas/analise-critica-do-livro-o-pequeno-principe © Psicologado.com



É uma obra que nos mostra uma profunda mudança de valores, que ensina como nos equivocamos na avaliação das coisas e das pessoas que nos rodeiam e como esses julgamentos nos levam a solidão. Nós nos entregamos a nossas preocupações diárias e esquecemos a criança que fomos. Pelas mãos desse menino o leitor recupera a meninice, abrindo uma brecha no tempo. Voltamos a sentir o perfume de uma estrela e a ouvir a voz de uma flor... Com ele reconquistamos a tranquilidade e a liberdade, deixando alojar se pela beleza, apossar-se a pouco da sabedoria e do discernimento do que seja essencial.
Fonte: https://psicologado.com/resenhas/analise-critica-do-livro-o-pequeno-principe © Psicologado.com